O açúcar é Significativo Para Sua Saúde

A espécie atualmente é fitness, e o consumo de açúcar está sendo esquecido da vida de muitas pessoas. Isso porque o açúcar é um prato que pode partir ao sobrepeso e à obesidade além de apresentar complicações para o nosso organismo, como por exemplo, a diabetes. Contudo, o açúcar não é um vilão como tem sido colocado, e na verdade ele faz bem para a saúde quando consumido com cautela.



Dessa maneira, como todas as demais substâncias da tabela nutricional, o açúcar deve ser comido moderadamente. Até mesmo a ingestão excessiva de certas vitaminas e minerais pode apresentar problemas, como o cálcio, que quando em excesso no organismo pode formar pedras nos rins.
Ou seja, as substâncias que ingerimos são obrigados a ser equilibradas numa dieta saudável para que possamos aproveitar as vantagens de todas sem que nenhuma delas provoque risco para o nosso corpo e nossa saúde.
O açúcar, embora possa fazer muito mal se consumido em abundância, é fundamental para o bom funcionamento do nosso corpo. Além de ser uma excepcional fonte de energia, que é o que nos mobiliza e nos dá entusiasmo para efetuar as atividades diárias, o açúcar ainda atrai outras vantagens.
O consumo controlado de açúcar ajuda o cérebro a funcionar melhor, e também contribui para o desempenho dos rins, órgãos essenciais do nosso organismo, e ainda da retina, que nos autoriza olhar.


O açúcar também tem um papel importante para a flora intestinal. É o açúcar que abastece a glicose para nosso corpo e essa substância apoia a multiplicação de bactérias benéficas como as Bifidobactérias e os Lactobacillus sp. Essas bactérias trabalham a favor do organismo ajudando na subtração natural de bactérias perigosas para a saúde, que são as Escherichia coli e o Clostridium.



Além de sua ação existente na saúde humana através do abastecimento de glicose, o açúcar ainda é rico em vitaminas e minerais, sendo a fonte de cálcio, cloro, fósforo, ferro, magnésio, potássio, sódio e vitaminas do complexo B. Ou seja, o açúcar é muito saudável.
Não é simplesmente, que algumas pessoas quando ficam sem se alimentar sentem-se muito mal, com mudanças de humor e também sofrem quedas na pressão, afinal, a glicose do sangue fica baixa e isso desequilibra todo o organismo.


E além dos fatores vantajosos do açúcar, ainda temos mais um benefício para quem apreciar doces. Sabe aquela explicação gostosa de admirar o sabor doce em sua boca? Ela é existente e tem explicação científica. O doce ajuda o corpo a produzir serotonina, que é num hormônio que favorece a regular o humor. Por esse motivo nos sentimos bem e realizados quando comemos um doce.

Como ter uma vida saudável comendo doces tradicionais ?


Os amantes do churros devem estar muito alegres com essa notícia, e agora vão comer churros sem peso na consciência! Contudo tenha calma!
O açúcar segue sendo prejudicial quando consumido em abuso.
Para apreciar seu churro sem risco para sua saúde é primo moderar o consumo ou até adotar uma rotina mais saudável, aumentando a absorção de alimentos naturais, bebendo muita água e praticando exercícios físicos. Feito isso seu corpo vai estabilizar as substâncias e ainda vai extinguir o excesso de energia através da movimentação e do esforço que fará para se exercitar.
Com esse cuidado você vai poder apreciar o seu churros sempre que tiver desejo. Entendendo a ingestão de açúcar você manipula também o tamanho do seu churros.


Panetone


Normalmente degustada na época do Natal, o panetone é um pão doce, recheado de frutas secas (uvas passas e frutas cristalizadas). Tem aroma de baunilha. Sua consistência macia é acontecimento de um processo de fermentação natural.

A natividade do panetone é um enigma. Existem muitas lendas sobre sua procedência, com uma descrição em comum: o Panetone tem natividade em Milão, na Itália.

Segundo uma das lendas, o panetone foi desenvolvido por um padeiro chamado Toni, que trabalhava na padaria Della Grazia, em Milão, na mesma época de Ludovico, o Mouro (1452 - 1508). O pequeno padeiro, apaixonado pela filha do patrão, teria inventado o pão doce para inspirar o pai de sua amada. Os fregueses começaram a pedir o "Pani de Toni", que evoluiu para o "panattón" (vocábulo milanês), e depois para "panettone" (italiano).

Segundo outra lenda, o panetone foi inventado na corte de Ludovico, o Mouro, na véspera do Natal, entre os anos de 1494-1500. Conta a lenda que o Natal era uma incrível festa celebrada com grandes banquetes. Em um dos Natais, a sobremesa que havia sido preparada queimou ao ser assada. Um dos empregados da cozinha, chamado Antonio, teria criado uma massa com sobras de ingredientes, que gostaria levar para seu aconchego. Sem outra opção, ofereceu sua massa para agradar como sobremesa para a corte. De acordo com a lenda, a sobremesa foi tão apreciada que Ludovico perguntou qual o nome da iguaria. O jovem Antonio, convocado para conferir a pergunta de Ludovico, disse que a sobremesa não possuia nome. Ludovico então concluiu chamá-la de "Pani de Toni", dando início ao nome.

Atualmente, o panetone é vendido em unidades, geralmente de 500 gramas. Nas últimas décadas, apareceram inúmeras diversidades de recheios de panetone (Chocotone, Colomba Pascoal, Sorvetone, etc.).